Cuidados com as unhas – Por Dr Cyro Hirano

Para a maioria das mulheres o difícil não é escolher a cor do esmalte, e sim saber como tratar adequadamente das unhas sem abrir mão da sua beleza.
Afinal, como conciliar a vaidade com a saúde? 
É aí que surgem as dúvidas.
O hábito de tirar cutícula é um conceito estético nosso brasileiro.
 

Foto: internet
 

Na Europa e nos Estados Unidos, os profissionais de manicure não fazem isso, porque a cutícula é uma barreira natural de proteçāo contra vírus e bactérias. 

Quando você a retira, fica mais fácil de ter unha encravada.

O correto seria usar produtos para manter a unha hidratada, como as canetas hidratantes e empurrar a cutícula com uma espátula, sempre com muito cuidado.

No mercado de cosméticos há inúmeros produtos destinados às unhas, como esmaltes, brilhos, bases, fortificantes etc. Alguns no entanto podem provocar alergia. Em caso de dermatite de contato ou outras complicações, interrompa o uso e procure um dermatologista.
Dica valiosa para as adoradoras das unhas pintadas: deixe-as “descansar”.
 

Foto: internet.
 

O uso ininterrupto de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas e por isso deve haver uma pausa entre a utilização do produto.
Sete dias longe do esmalte, acetona, alicate e lixa ajudam na recuperação, devolvem o brilho e impedem que elas quebrem com facilidade.
O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial, pois retira camadas de queratina e deixa as unhas mais frágeis e finas. 
O que mais causa unhas frágeis e brancas é o removedor de esmalte, especialmente a acetona, ela resseca e desidrata, se no salão de beleza a profissional fizer o uso, recuse.

 

Foto: internet.
 
Prefira os removedores de esmalte, que não contém acetonas.
Outro fator como responsável por unhas fracas: o uso contínuo de teclados de computador.
A digitação também fragiliza, até porque as mulheres têm unhas longas e acabam traumatizando as unhas.
E para evitar a contaminação, tanto as profissionais como os clientes devem estar atento às normas de higiene.
A contaminação por hepatite C ocorre pelo contato com o sangue: se uma pessoa infectada usa alicate de unha e equipamentos perfurantes e se fere, o vírus fica em contato com a superfície do aparelho. Uma pessoa não contaminada usa o mesmo equipamento, também se fere e se contamina com o vírus. Por conta deste perigo, recomendo o uso de um kit manicure pessoal.
Use e exija materiais descartáveis como luvas, lixas, alicate, espátula, protetores de plástico para cubas e bacias, de preferência, seu próprio material e certifique-se de que o local onde você faz as unhas segue as normas de higiene e possui licença sanitária.
E além da estética a unha deve ser lembrada como uma parte do corpo que pode ajudar a diagnosticar doenças e possui um grande valor de diagnóstico. A unha frágil pode ser um sinal de hipotiroidismo, ou falta de nutrientes como vitaminas A, B6 e zinco.
Por isso muito CUIDADO e ATENÇÃO com as unhas!

Saúde e até a próxima semana.
Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)
-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual. 

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais. 

Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s