Recomendações para um bom Carnaval! – Por Dra Pollyana Aoki

Para quem curte o Carnaval alguns cuidados são muito importantes para enfrentar a “maratona” desses dias de folia. Um descuido, principalmente com a alimentação, pode acabar com a festa.

Não importa se você vai sambar na avenida, ir atrás do trio, assistir tudo de camarote ou se divertir nos salões….. precisamos redobrar a atenção ao que colocamos no prato para não sofrer com uma infecção intestinal, uma desidratação e até uma ressaca

Os dias que antecedem o Carnaval, principalmente as mulheres, a preocupação é perder peso e ficar com a silhueta desejada. Aí que entram aquelas famosas “Dietas da Moda” (já escrevi sobre isso aqui) que vão fazer você perder massa magra (músculo) e deixar sem energia durante a festa, podendo até passar mal por causa disso! Todas as recomendações de Reeducação Alimentar precisam ser seguidas também no período “Pré-Carnaval”.

  
A opção é você focar mais ainda em retirar os alimentos inflamatórios (glúten, leite de vaca, carne vermelha, embutidos, bebida alcoólica, refrigerante, alimentos ultraprocessados, gorduras ruins, doces a base de açúcar refinado, etc…), cuidar do consumo do sal (ele faz retenção de líquidos) e nada de Dieta Detox nesse período, pois o próximos dias serão muito desgastantes e precisamos estar com nosso metabolismo e reservas em dia!

✅ Deixe a Dieta Detox para o Pós-Carnaval e o seu organismo vai agradecer!

Listei algumas recomendações para os dias de folia:

✓ Cuide da sua hidratação durante a festa (abuse da água, água de coco e sucos de frutas naturais, de preferência sem açúcar). Evite refrigerantes.

  
✓ Não pule o café da manhã. Nessa refeição dê preferência aos alimentos integrais. Evite bolos, açúcares e pão branco.

✓ Coma a cada três horas. Faça pequenas porções em várias refeições diárias.

✓ Evite carnes e lanches gordurosos.

✓ Se consumir bebida alcoólica, intercale com água ou suco de fruta. O álcool desidrata o organismo e por isso temos que lembrar de estar sempre consumindo água, assim evitamos a famosa ressaca no dia seguinte. E lembre-se: 1 grama de álcool contém 7 calorias, portanto, quanto maior o teor alcoólico, mais calorias.

  
✓ Não coma em lugares sem higiene adequada.

✓ Não caia na armadilha de passar o dia inteiro sem comer para compensar à noite. Ficar longos períodos sem se alimentar reduz o seu metabolismo e, a grande quantidade de alimentos consumidos em uma única refeição será estocada como depósito de gordura.

✓ Inclua no seu cardápio alimentos ricos em potássio, pois ajudam a eliminar o sódio (retenção de líquido), e para quem caiu no samba ou fez o uso de bebidas alcoólicas ajuda repor o potássio perdido no suor. São eles: banana, damasco seco, batata, abacate, acelga e água de coco.

✓ Suas refeições precisam conter bastante hortaliças de cores variadas, prefira as carnes brancas, preparações leves e não exclua o “bons” carboidratos (arroz, pão e macarrão integrais, leguminosas, grãos). Nos intervalos, prefira lanches mais saudáveis, como mix de oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas) com frutas secas, barrinhas de cereal (procure as que NÃO contenham açúcar nem adoçantes artificiais na sua composição), frutas (com casca e bagaço, sempre que possível), açaí ou iogurtes. Outra dica é enriquecer seus lanches com fontes de fibras, como granola, aveia em flocos, quinoa, amaranto, farinha de coco e farinha de linhaça.

✓ Tente dormir bem e evite emendar um dia no outro.

  

    • Receitinha de um Suco Revigorante para curtir o Carnaval:

    – 04 rodelas de abacaxi.

    – 01 copo de água de coco.

    – Raspas de gengibre.

     

    Bata tudo no liqui e pronto!

    Se quiser pode acrescentar gelo.

      

    Bom Carnaval!

    Polly Aoki

    O Apetite e seu Controle – Por Dra Pollyana Aoki

    Para sustentar a vida e o crescimento, o apetite é um estímulo fundamental, cuja função é disparar o início da ingestão de alimentos, quando houver necessidade calórica, queda nos estoques de energia e perda de peso corporal. Já o estímulo oposto é chamado de Saciedade, que limita a ingestão de alimentos e é no Hipotálamo que esses dois mecanismos biológicos são regulados.

    Quando se tem uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física, somos capazes de equilibrar de forma cuidadosa a ingestão e o gasto energético, existindo portanto, um sistema de controle eficaz nos estímulos da fome, apetite, satisfação e saciedade.

    Fome: expressa uma necessidade geral de calorias (energia).

    • Apetite: sensação relacionada ao paladar, aroma, aspecto visual da alimentação, textura e nossas experiências anteriores com comidas específicas. Por exemplo: aquela macarronada que sua avó faz todos os domingos para reunir a família! 🙂

    Satisfação: expressa a sensação de fartura que encerra uma refeição

    Saciedade: sensação que expressa a ausência de qualquer desejo de iniciar uma nova refeição.

    Existem hormônios endógenos (produzidos pelo nosso próprio organismo) ligados ao apetite e à saciedade, estabelecendo uma relação direta com o excesso de peso e obesidade.

     

    Imagem: slideplayer.com.br
     
    A Leptina é um desses hormônios, cuja sua liberação ocorre durante o sono e atua predominantemente sobre o sistema nervoso central, suprimindo a sensação de fome. Influencia a reprodução, as funções endócrinas do pâncreas e regula o gasto energético.

    Ela é produzida no tecido adiposo (tecido de gordura) e quanto maior a quantidade desse tecido, maior será a quantidade de Leptina produzida. Então por que em quadros de obesidade o apetite não diminui? Apesar de apresentarem altos níveis de Leptina, alguns defendem a ideia de que os obesos desenvolvem resistência a ela. Essa resistência impede que as células do hipotálamo, que controla o apetite, recebem o sinal da leptina de reduzir a alimentação. Assim o indivíduo obeso seria “resistente” à leptina, não controlando seu apetite.

    E também não podemos deixar de destacar que, se esse hormônio é liberado durante o sono, dormir bem evita o ganho de peso pela falta de controle na ingesta de alimentos.

    Outro hormônio também relacionado com o controle do apetite é a Grelina, que é produzido no estômago. Quando o estômago está vazio, esse hormônio age no cérebro e dispara para o corpo a sensação de fome. Normalmente os níveis desse hormônio disparam próximo da hora das refeições. Quando nos alimentamos, a Grelina vai diminuindo sua concentração no nosso corpo, nos proporcionando a saciedade.

    Há estudos que demonstram que o estresse crônico aumenta os níveis de Grelina. Portanto, é esse hormônio o responsável por fazer você atacar a geladeira de forma “compulsiva” quando sua rotina é estressante. E outros estudos também descobriram que 1 hora de exercício aeróbico diminui significativamente os níveis de Grelina e, consequentemente, o apetite — tanto durante o treino como pelo menos uma hora depois.

    Então para mantermos tudo em equilíbrio com relação ao nosso apetite, é muito importante fazer essas pequenas mudanças:

    • Nos alimentarmos de comida de verdade! Frutas, hortaliças, a versão integral dos cereias (arroz, pão, macarrão…), gorduras boas precisam fazer parte de nossas refeições.

    • Fracionamento das refeições. Comer a cada 3, no máximo 4 horas.

    • Hidratação correta

    • Prática de atividade física

    • Emagrecer de forma gradativa

    • Cuidar da qualidade do sono

    Cuide-se!

    Procure profissionais para lhe orientar da melhor forma! 😉

    Saúde!

    Polly Aoki

    Dieta DETOX – Por Dra Pollyana Aoki

    Depois das festas de fim de ano, viagens e férias muitos pacientes sentem a necessidade de “fazer uma faxina” no organismo. No geral, a dieta detox pode ser seguida por qualquer pessoa que tenha esse objetivo ou que relata dificuldade para emagrecer, apresente quadros de dor de cabeça, acne e celulite, dificuldade em ter uma boa noite de sono ou não tem disposição para as tarefas do dia a dia! Recomenda-se seguir esse plano alimentar por 7 a 10 dias e depois iniciar a Reeducação Alimentar.

    Mudar a alimentação traz benefícios para o corpo e a pele. Essa reprogramação do organismo, através da eliminação de toxinas, leva à estimulação dos órgãos e sistemas. Isso traz uma série de benefícios e ajuda a prevenir diversas doenças.

    E onde encontramos essas toxinas? No leite e no pãozinho de todo dia, no corante do “suco natural de caixinha”, adoçantes dietéticos, na carne, frutas e verduras com agrotóxicos, alimentos ultraprocessados (biscoitos recheados, salgadinhos “de pacote”, embutidos, refrigerantes, macarrão INSTANTÂNEO e temperos prontos), bebidas alcoólicas ,farinha branca, açúcar, sal, café, defumados, embutidos e alimentos que contêm glúten. Além disso: medicamentos, cigarro, poluição, alguns produtos de higiene pessoal, cremes, perfumes, tinta para o cabelo… A desintoxicação ocorre durante o nosso sono, mas nosso organismo não dá conta de eliminar tudo isso!!

    E quais são os alimentos que estão presentes no período de DETOX?

      
    Hortaliças e frutas 100% orgânicos, grãos integrais, castanhas, sementes, leguminosas, ovos caipiras, óleos extra-virgens e chás. É fundamental beber muita água e praticar exercícios físicos. Além disso, não usar panelas e utensílios de alumínio, forno de micro-ondas, potes plásticos (eles contem BPA) e películas de PVC.

    A maioria das pessoas já sabe que o Suco Verde tem ação detoxicante, agindo diretamente no nosso fígado, mas abaixo estão outras duas sugestões de bebidas para esse fim.

    Suco Detox de Beterraba e Maçã:

    – ½ xícara de chá de erva doce picada.

    – ½ beterraba média picada.

    – 2 maçãs com casca e sem sementes.

    – 01 xícara de cha de água.

    • Modo de preparo:

    Bata tudo no liquidificador e beba na hora, de preferência, sem coar.

    Chá digestivo e desintoxicante:

    – 25g de carqueja doce.

    – 25g de melissa.

    – 25g de erva-doce.

    – 25g de boldo do Chile.

    – 25g de hortelã.

    – 25g de camomila.

    – 25g de capim-limão.

    – Misture todos os ingredientes e coloque em um frasco de vidro com tampa e mantenha em local fresco.

    • Modo de preparo:

    – 1 litro de água

    – 1 colher (sopa) da mistura das 7 ervas

    – 1 limão inteiro com casca fatiado

    Coloque a água para ferver. Antes de iniciar a fervura acrescente o limão fatiado e 1 colher de sopa das ervas. Desligue o fogo e tampe a chaleira.

    Deixe em infusão por 10 minutos.

      
    Tome ao longo do dia!

    Procure um Nutricionista para montar o plano alimentar adequado para você.

    Até semana que vem!

    Polly Aoki

    Abacate engorda? NÃO! – Por Dra Pollyana Aoki

    O abacate é o pseudofruto comestível do abacateiro, uma árvore nativa da América Antiga (México ou da América do Sul). O abacate é rico em gorduras boas, fibras, são antioxidantes, contém magnésio e ácido fólico, tem um ótimo perfil de aminoácidos e possui baixo índice glicêmico.

      
    Alguns benefícios do consumo regular do abacate para nossa saúde:

    • EMAGRECIMENTO: ele é rico em fibras o que auxilia a nossa saciedade. Além disso possui compostos que melhoram o quadro inflamatório que ocorre quando há excesso de gordura, principalmente a ABDOMINAL.

    • PELE: Ele possui nutrientes que auxiliam a metabolização do colágeno e por possuir antioxidandes, combate o envelhecimento.

    • GESTAÇÃO: é fonte de ácido fólico. O seu consumo é recomendado, principalmente no primeiro trimestre de gravidez.

    • SONO: o abacate possui uma substância que é essencial para modular o cortisol, esse hormônio está aumentado nos quadros de estresse. Se consumido antes de dormir, auxiliará em uma boa noite de sono.

    • ATIVIDADE FÍSICA: é fonte de energia e proteína que auxiliam a hipertrofia muscular e por ser fonte de antioxidantes é uma boa escolha para combater a fadiga muscular.

    • CORAÇÃO: por ser rico em gorduras monoinsaturadas, essa fruta melhora o nosso perfil lipídico, prevenindo doenças cardiovasculares.

    São várias sugestões de preparações que podem conter o abacate, além do famoso guacamole, essa fruta pode estar presente em molhos, saladas, patês e sorvetes.

      
    Agora que você já sabe alguns benefícios do abacate, aproveite para incluí-lo do seu dia-a-dia! Essa fruta possui bastante caloria, mas no geral, pode-se consumir de 2 a 3 colheres de sopa. Nessa quantidade você já consegue todos os benefícios que eu citei.

    Saúde!

    Polly Aoki

    Emagrecer com saúde! – Por Dra Pollyana Aoki

    Mais um ano se inicia e com ele novas promessas em relação à saúde. Emagrecer, iniciar atividade física, parar de fumar, combater o stress, etc…

    No post da semana passada eu falei sobre os perigos das “dietas da moda” e hoje vou falar um pouquinho sobre pequenas mudanças de hábitos que promovem a saúde e ajudam a emagrecer. Inicie sua reeducação alimentar, adote atitudes simples e você já vai sentir a diferença!

    Algumas recomendações:

    - “Acorde” o seu organismo com um copo de água. *Sugestão: ½ limão espremido em 01 copo de água morna, assim você alcaliniza o pH e isso é excelente para nossa saúde.

    - Cuide do seu SONO. Dormir mal ENGORDA! Cerca de uma hora antes de dormir evite atividades estimulantes. É recomendável desligar o telefone celular, a televisão e o computador. A luz vinda desses aparelhos impede a produção de MELATONINA, hormônio responsável por induzir a sensação de sono. Ler pode ser uma boa opção, de preferência um texto curto de revista.

    - Respire direito.

    - Exponha-se ao BOM Sol.

    - Evite excessos e intoxicar-se.

    - Beber no mínimo 2 litros de ÁGUA. Lembrando que o maior volume deve ser durante o dia.

    Foto: internet
    - Sempre que possível consuma ALIMENTOS ORGÂNICOS.

    - Coma comida “DE VERDADE”!!! Evite alimentos industrializados!

    - Seu cardápio precisa ser bem variado e colorido.

    - Coma devagar e mastigue bem os alimentos. Mastigar dos 2 lados.

    – Dê preferência ao consumo de vegetais na forma crua e quando houver necessidade de cozinhá-los, deixe “al dente”. Pois ao cozinhar demais você estará eliminando as propriedades nutricionais desse grupo.

    - Iniciar sempre com a salada depois ir para o prato quente (almoço e jantar).

    –  Fazer uma refeição a cada 3 à 4 horas, lembrando de comer mais durante o dia e ir reduzindo a noite!

    - Evite tomar líquidos durante as refeições (almoço e jantar). O ideal é ingeri-los até 15 min antes e 2h após. Dentro deste período, restrinja o volume ao máximo de 100 ml.

    - Estabeleça um horário para as refeições, admitindo o mínimo de interrupções.

    - Pratique uma atividade física (escolha uma que lhe dá prazer), de forma regular e orientada por um profissional. Eu amo Pilates! 🙂 Jamais inicie um exercício em JEJUM.

    Foto: gratzpilatesstudios.com

    Faça uma atividade física aeróbica, pelo menos 3 X semana por 45 minutos. Para pacientes diabéticos é necessário associar uma atividade física voltada para o ganho de massa magra.

    Foto: internet

    – No caso de perda de peso, o ideal é que seja gradativo. Procure encarar sua dieta como uma reeducação alimentar e não como um castigo.

    - Reduzir o consumo de sódio e de alimentos ultraprocessados (por ex: biscoitos recheados, salgadinhos “de pacote”, embutidos, refrigerantes, macarrão INSTANTÂNEO e temperos prontos).

    - Use pouco óleo e outras gorduras no preparo dos alimentos. Troque o óleo de “cozinha” (soja, canola, milho, girassol) pelo óleo de coco VIRGEM. Suspenda de imediato o consumo de ÓLEO DE CANOLA! (Leia sobre isso aqui)

    - Reduza o consumo de Glúten e Lactose: mescle alimentos com e sem esses ingredientes.

    - Consumir os grãos de cereais nas versões integrais (arroz, pão, macarrão….)

    - Consumo ESPORÁDICO dos alimentos embutidos (presunto, peito de peru, salsicha, hambúrguer, carnes defumadas…..)

    - Evitar ao máximo o consumo de refrigerantes, sucos de “caixa” ou em pó e bebidas lácteas com achocolatado.

    - Reduzir o sal de adição. Trocar o sal “comum” pelo SAL MARINHO e/ou SAL ROSA DO HIMALAIA (granulado ou moído).

    - Crie o hábito de utilizar as ervas aromáticas como tempero. Além de dar um sabor especial aos pratos, elas são ótimas para saúde.

    - Não consumir açúcar refinado ou cristal. Quanto mais claro for o açúcar, mais ele recebe tratamento químico e possui menos nutriente (prefira o açúcar orgânico, demerara ou mascavo e açúcar de coco)

    - Só faça uso de adoçante se houver necessidade de controle glicêmico. (Já falei sobre esse assunto aqui)

    - ATENÇÃO AOS RÓTULOS!! Crie o hábito de ler as informações nas embalagens. Os ingredientes são apresentados em ordem decrescente, então o 1º INGREDIENTE é o que tem em MAIOR quantidade.

    - Fique atento aos potes plásticos que utiliza para armazenar alimentos sólidos ou líquidos!! Eles não podem conter uma substância tóxica chamada BISFENOL (BPA). São chamados BPAFree, dê preferência a eles ou aos recipientes de vidro. Caso tenha o hábito de utilizar o forno de microondas, JAMAIS UTILIZE embalagens plástica em contato com o alimento. A toxicidade do plástico aumenta muito com o calor!!!

    - Não utilizar panelas e utensílios de ALUMÍNIO.

    - Atenção e cuidado com a arrumação da mesa e dos pratos. Isso é importante para compensar o que possa nos faltar em sensação GUSTATIVA, como por exemplo uma fritura, pela sensação VISUAL. Um ambiente limpo, uma toalha bonita, limpa, pratos e talheres adequados também fazem parte da refeição! 😉

    - FIM-DE-SEMANA: mudanças alimentares ou de hábitos de vida devem ser mantidos também nos finais-de-semana. Afinal para o nosso organismo, não há diferença entre quarta e sábado, aniversário ou feriado.

    - Mantenha uma postura POSITIVA e Pró-Ativa! Reduza seu stress.

    - Consulte regularmente profissionais da saúde e siga suas orientações.

    - Não fuja da cozinha. 🙂 Você não precisar se tornar um Chef ou “gourmetizar” os pratos para ter uma alimentação saudável. COZINHAR nos traz muita indepedência. Acredite!

    Um ótimo início de ano para todos vocês!

    Polly Aoki

    Dietas da moda: cuidado!!!!! – Por Dra Pollyana Aoki

    Talvez esse texto não seja somente informativo… talvez ele seja também um desabafo!!!! Não poderia terminar o ano sem abordar um assunto tão importante e que, infelizmente é muito comum na minha realidade de consultório. Apesar de todos os possíveis danos à saúde, várias pessoas ainda buscam essas “dietas milagrosas” por falta de informação ou por vontade própria com o objetivo de emagrecimento fácil e rápido para se enquadrarem no padrão estético magro ditado pela sociedade.

      

      
    Chegamos no verão, com ele a exposição maior do nosso corpo e então bate o desespero em conseguir a “forma” desejada. Todos os “quilos” que eram para terem sido emagrecidos em um ano inteiro de maneira saudável, precisam ser eliminados em poucos dias. É aí que entram em cena as “dietas da moda”: Dieta da Sopa, do Suco, da Lua, da Proteína (Dr. Atkins), do Carboidrato, da USP, do Alfabeto, da Lombriga, aquelas a base de Shake, do Tipo Sanguineo e assim por diante. Elas possuem vários adeptos pois prometem uma grande perda de peso em pouquíssimo tempo e esse apelo tem aumentado a propagação de dietas impróprias e inadequadas para a saúde.

    Por exemplo, quando um paciente me questiona sobre a substituição de uma ou mais refeições por algum tipo de SHAKE, eu respondo com outra pergunta: “O QUE VOCÊ TEM DENTRO DA BOCA? ” ​“DENTES”! A dieta do ser humano não é líquida (somente em casos específicos), pois a digestão e o comando da saciedade começam na nossa boca, consequentemente é muito importante comermos comida “de verdade” e mastigá-las muito bem. Quem está acima do peso, normalmente mastiga muito pouco e isso é uma das causas do grande volume de ingesta em apenas uma refeição, levando com isso o aumento de peso.

      
    Essas “dietas da moda” não promovem a reeducação alimentar, são monótonas, ineficazes e não retratam o cotidiano das pessoas levando ao abandono da dieta. Tanto sacrifício em vão, pois a perda é de água e massa magra (músculo) e não de tecido adiposo (gordura). Sem a mudança de hábitos alimentares que a reeducação proporciona, com certeza a pessoa recuperará o peso perdido rapidamente e ganhará ainda mais, pois as células adiposas tem memória, esse é o famoso “efeito sanfona”.

    Além disso, essas dietas não tem nenhum fundamento científico e podem causar sérios danos como fraqueza, perda de massa muscular, alteração de humor, sobrecarga renal e hepática, desidratação, anemia, hipovitaminoses (principalmente a vitamina D e B12), aumento do colesterol, cansaço e depressão. Além do mais as dietas muitos restritivas e com baixíssimas calorias podem levar a distúrbios alimentares como bulimia e anorexia nervosa, principalmente em meninas pré-adolescentes e adolescentes.

    Atualmente é muito comum encontrar pessoas DESPREPARADAS intitulando-se “especialistas” em dietas. São blogs, sites, livros, redes sociais, programas de TV, dentro das academias, matérias chamativas em revistas, etc. São muitas pseudocelebridades “orientando” a melhor maneira para emagrecer.

     É muito importante para a manutenção da saúde chegar ao peso e medidas de circunferências dentro dos padrões de referência e o Nutricionista é o profissional capacitado para esse tratamento, pois uma conduta errada e muito agressiva com tais dietas restritivas, carentes em nutrientes essenciais, com excesso de suplementos, podem causar danos irreversíveis.

      
    O tratamento para emagrecer não se restringe somente a cortar calorias! É necessário uma anamnese completa com informações e avaliações individualizadas, para a prescrição também ser individualizada. O resultado desse tratamento é a longo prazo e durante esse período o acompanhamento nutricional é fundamental, pois assim podemos analisar a resposta do metabolismo ao tratamento, ver a evolução do paciente e fazer os ajustes necessários para cada etapa.

      
    Espero que todos reflitam sobre a alimentação e sobre o quanto tudo isso pode influenciar em nossa qualidade de vida e também na prevenção de doenças.

    Um 2016 consciente com comida de verdade e saúde para todos!

    Polly Aoki

    Benefícios do COCO – Por Dra Pollyana Aoki

    “Em sânscrito o coqueiro é chamado de kalpa vriksha, que significa árvore que oferece o necessário para viver, porque tudo pode ser aproveitado da planta.”

    Estudos científicos já demonstraram os benefícios do Coco para nossa saúde. Ele é considerado um superalimento estando atrás apenas do leite materno e do ovo

    O valor nutritivo do coco depende se o coco está verde ou mais maduro. Quando verde, sua água contém sais minerais como potássio e fósforo, fibras e glicose (um tipo de açúcar muito fácil de digerir e que deve ser evitado pelos diabéticos).

    Hoje podemos ter o Coco como nosso aliado para combater as doenças da vida moderna. Ele pode estar presente em todas as refeições do nosso dia de diversas maneiras!

      
     

    ÁGUA: possui ação diurética e ajuda a combater a retenção de líquidos e inchaço. É indicado para casos de diarréia, vômitos, desidratação e enjoos na gestação, por ser rica em sais minerais, potássio e magnésio. Também é fonte de Vitaminas A, C e do complexo B (B1, B2, B3 e B6). Por possuir Vitamina C, atua no nosso sistema imunológico e auxilia na absorção de ferro pelo organismo. São inúmeros benefícios que podemos ter, mas não convem exagerar e muito menos substituir a água natural por água de coco, pois ela contem 40 kcal aproximadamente em 200 ml.

    POLPA: a polpa do coco também traz benefícios, auxilia no bom funcionamento intestinal devido ao seu alto teor de fibras, mas atenção: a polpa é extremamente calórica, cada 100g tem aproximadamente 370kcal. Ela pode ser usada como fonte de energia rápida para os praticantes de atividade física e, como é fonte de potássio, ajuda prevenir cãimbras. 

    ÓLEO: A maior parte da gordura do Óleo de Coco é saturada, porém é uma gordura de ótima qualidade, rica em ácido láurico(presente também no leite materno) que é excelente para o sistema imunológico, com propriedades antivirais, antibióticas e antifúngicas e ajuda a proliferar as bactérias boas no nosso intestino, melhorando a absorção de nutrientes e diminuindo a inflamação do organismo. A estrutura química do Óleo de Coco é formada por triglicerídeos de cadeia média (TCM) que auxiliam na digestão e queima de gordura, atividade cerebral e em alterar o perfil do colesterol no sangue.

    FARINHA: é obtida através da polpa e da casca, contém alta quantidade de fibras, cerca de 2,5g para cada 10g da farinha.Também ajuda na saciedade e “varre” as toxinas para fora do organismo, favorecendo a dieta. Não contém glúten, podendo substituir parcialmente a farinha de trigo nas receitas de pães, tortas e bolos.

    LEITE: perfeito para quem não pode ingerir leite, ou mesmo quer evitar, pois o leite de coco caseiro é um excelente substituto. Possui todos os benefícios do Coco.

    AÇÚCAR: o sabor do açúcar de coco é muito parecido com o sabor do açúcar tradicional, mas seu Índice Glicêmico é muito mais baixo (IG=35), assim é bem melhor para a saúde que o açúcar refinado (IG=92). Isso quer dizer que o açúcar de coco produz uma liberação lenta de energia, sem promover picos de açúcar no sangue. Também é fonte natural de potássio, magnésio, zinco, ferro e vitaminas do complexo B (B1, B2, B3 e B6). Serve para uso culinário e in natura, pois os cristais de açúcar de coco se dissolvem facilmente, dando um delicioso e doce sabor a todos os tipos de receitas.

      

    LEITE DE COCO CASEIRO

    Ingredientes:

    • Água quente
    • Um coco seco inteiro
    • Um pedaço de tecido para fazer queijo evoá, ou pano de prato devidamente esterilizados.

    Preparo:

    Após abrir o coco e descolá-lo de sua casca, pique-o em pedaços bem pequenos, mas bem pequenos mesmo, pois isso facilitará o trabalho do liquidificador. Não é necessário remover a parte marrom que fica no inferior do coco, só remova se você fizer questão, mas não é necessário.

    Em um liquidificador coloque metade do coco picado. Então adicione água quente até que ela o cubra. Coloque a quantidade de água suficiente para cobrir o coco que está no copo do liquidificador.

    Bata até que fique com textura de coco ralado industrializado, ou seja, até que ele seja bem processado. A dica é bater com calma, desligando de vez em quando e religando, o segredo é conhecer bem a potencia do seu liquidificador . Quando o coco estiver com a textura de coco ralado, reserve e bata a outra metade da mesma forma.

    Faça uma trouxinha com o tecido e esprema o coco até que todo o líquido seja drenado e pronto, o seu leite de coco caseiro está pronto. A textura dele fica como a de leite, branquinha e fluida.

      

    Dicas

    – O ideal é consumir o leite de coco caseiro em no máximo 3 dias e guardá-lo na geladeira. Você notará que ele ficará com duas fases depois de algumas horas, mas basta misturá-las que tudo volta ao normal. Você também pode usar o leite de coco em qualquer receita que leve leite como substituto.

    – Não jogue fora o coco ralado que sobrou da drenagem do leite de coco. Basta colocá-lo em uma vasilha e guardar na geladeira.Você também terá coco ralado feito em casa para usar em receitas.
    Saúde!

    Até semana que vem!

    Polly Aoki