Vitamina C para pele – Por Dr Cyro Hirano

Se você pensa que a vitamina C só é indicada para prevenir gripes e resfriados, e nada tem a ver com a sua pele, você deve ler esse post!

Muita gente já deve ter ouvido falar ou até mesmo já usou sem saber, a sua versão de uso tópico que é um ingrediente que compõe a fórmula de muitos dermocosméticos.

A vitamina C pura é o antioxidante mais conhecido e bem conceituado no meio científico por sua eficácia.

 

Foto: internet.
 
É um ativo super consagrado e recomendado pelos dermatologistas para quem quer conquistar uma pele saudável.

Sua ação é capaz de afastar os danos dos radicais livres, que causam o envelhecimento.

O ativo também revitaliza a pele por meio da regeneração celular, existem diversas enzimas relacionadas à produção de colágeno que necessitam da vitamina C para atuar em sua forma plena.

Por inibir uma das etapas da fabricação de pigmento, o uso tópico da vitamina C também promove um efeito clareador da pele.

A vitamina C melhora a distribuição dos melanócitos, células responsáveis pela pigmentação, e é uma boa alternativa para os pacientes que não toleram clareadores mais fortes como os à base de hidroquinona, por exemplo.

Mas atenção que nem todos os produtos com vitamina C são iguais!
Testes realizados com produtos contendo vitamina C a 10% mostraram efeitos positivos no tratamento da pele fotoenvelhecida.

Esta é a concentração ideal para se obter melhores resultados e, atualmente, já existem produtos no mercado com concentrações de até 20%.

E existem formas diferentes de vitamina C, todos os tipos agem similarmente a questão é que quanto mais estável ela for, ela pode penetrar melhor, e assim ter mais resultado.

E para ser efetiva ela não deve oxidar!

Por não apresentar problemas com a exposição ao sol, ela pode ser usada até mesmo durante o dia, por baixo do protetor solar, ou em combinação com o uso noturno de outros produtos.

E ela ainda pode ser usada por gestantes!

Para saber qual a melhor vitamina C para o seu tipo de pele consulte um dermatologista!

Saúde e boa semana!

Dr. Cyro Hirano
(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)

Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual.

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais.

Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

Queimaduras: o que fazer? – Por Dr Cyro Hirano

Em época de festas juninas e julinas, onde são comuns fogueiras, balões e fogos de artifício, aumentam muito o número de casos de queimaduras.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) alerta para os riscos de queimaduras, e vamos as dicas.

Foto: internet.

Queimaduras são lesões na pele provocadas geralmente pelo calor, mas também podem ser causadas pelo frio, eletricidade, produtos químicos, radiações, e até fricções.

Como identificar e tratar os tipos de queimaduras?

Queimaduras de 1o grau:

Atingem a camada mais superficial da pele. A lesão em geral é vermelha, quente e dolorosa (ex. queimadura de sol).
Faça compressas frias nas primeiras horas.
Nunca usar receitas caseiras, de pasta de dente ou manteiga em nenhuma hipótese!
Manter a queimadura hidratada, tomar analgésico em caso de dor e use filtro solar quando exposto ao sol.

Queimaduras de 2o grau superficiais:

Geram bolhas e muita dor. As bolhas devem ser furadas, mas não retiradas pois servem como curativos biológicos ( esse procedimento deve de preferência ser realizado por um médico ou enfermeiro).
Após o rompimento das bolhas, o curativo deve ser feito com uma pomada cicatrizante com antibiótico, e use filtro solar para evitar manchas.

Queimaduras de 2o grau profundas:

São menos dolorosas. As bolhas são brancas e secas e o tratamento é semelhante ao da queimadura de 3o grau.

Queimaduras de 3o grau:

Apesar de acometerem todas as camadas da pele, são indolores e podem atingir até os músculos.

Na maioria das vezes, há necessidade de internação hospitalar, pois geralmente ocorrem manifestações sistêmicas, desidratação, necessidade de retirada de tecidos necrosados, chegando até realizar enxertia.

Todos os pacientes com queimaduras de 2º e 3º graus devem tomar vacina contra o tétano, ingerir muito líquido e manter os membros acometidos elevados, para alívio da dor e do edema.

Se forem queimaduras significativas na face, mãos, pés e genitália, queimaduras elétricas ou de vias aéreas superiores, procure imediatamente uma emergência hospitalar.

Por isso MUITO cuidado em “brincar” com fogo, fogueira ou fogos de artifícios, para não se queimar!

Até semana que vem.

Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)

-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual. 

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais. 


Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

Cuidados com as unhas – Por Dr Cyro Hirano

Para a maioria das mulheres o difícil não é escolher a cor do esmalte, e sim saber como tratar adequadamente das unhas sem abrir mão da sua beleza.
Afinal, como conciliar a vaidade com a saúde? 
É aí que surgem as dúvidas.
O hábito de tirar cutícula é um conceito estético nosso brasileiro.
 

Foto: internet
 

Na Europa e nos Estados Unidos, os profissionais de manicure não fazem isso, porque a cutícula é uma barreira natural de proteçāo contra vírus e bactérias. 

Quando você a retira, fica mais fácil de ter unha encravada.

O correto seria usar produtos para manter a unha hidratada, como as canetas hidratantes e empurrar a cutícula com uma espátula, sempre com muito cuidado.

No mercado de cosméticos há inúmeros produtos destinados às unhas, como esmaltes, brilhos, bases, fortificantes etc. Alguns no entanto podem provocar alergia. Em caso de dermatite de contato ou outras complicações, interrompa o uso e procure um dermatologista.
Dica valiosa para as adoradoras das unhas pintadas: deixe-as “descansar”.
 

Foto: internet.
 

O uso ininterrupto de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas e por isso deve haver uma pausa entre a utilização do produto.
Sete dias longe do esmalte, acetona, alicate e lixa ajudam na recuperação, devolvem o brilho e impedem que elas quebrem com facilidade.
O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial, pois retira camadas de queratina e deixa as unhas mais frágeis e finas. 
O que mais causa unhas frágeis e brancas é o removedor de esmalte, especialmente a acetona, ela resseca e desidrata, se no salão de beleza a profissional fizer o uso, recuse.

 

Foto: internet.
 
Prefira os removedores de esmalte, que não contém acetonas.
Outro fator como responsável por unhas fracas: o uso contínuo de teclados de computador.
A digitação também fragiliza, até porque as mulheres têm unhas longas e acabam traumatizando as unhas.
E para evitar a contaminação, tanto as profissionais como os clientes devem estar atento às normas de higiene.
A contaminação por hepatite C ocorre pelo contato com o sangue: se uma pessoa infectada usa alicate de unha e equipamentos perfurantes e se fere, o vírus fica em contato com a superfície do aparelho. Uma pessoa não contaminada usa o mesmo equipamento, também se fere e se contamina com o vírus. Por conta deste perigo, recomendo o uso de um kit manicure pessoal.
Use e exija materiais descartáveis como luvas, lixas, alicate, espátula, protetores de plástico para cubas e bacias, de preferência, seu próprio material e certifique-se de que o local onde você faz as unhas segue as normas de higiene e possui licença sanitária.
E além da estética a unha deve ser lembrada como uma parte do corpo que pode ajudar a diagnosticar doenças e possui um grande valor de diagnóstico. A unha frágil pode ser um sinal de hipotiroidismo, ou falta de nutrientes como vitaminas A, B6 e zinco.
Por isso muito CUIDADO e ATENÇÃO com as unhas!

Saúde e até a próxima semana.
Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)
-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual. 

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais. 

Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

ACNE X ALIMENTAÇÃO – Por Dr Cyro Hirano 

Esse tema é ainda controverso, sempre atual e será motivo ainda de muita discussão durante algum tempo.
A prescrição de dieta alimentar foi importante na acne durante um período, e passou até a ser desacreditada.
A relação do consumo do chocolate com o aparecimento das espinhas foi tida como mito por muito tempo. Mas a crença que apontava como um dos principais vilões para a pele, tem sim um fundamento científico.
Até alguns anos atrás acreditávamos que não havia influência, mas hoje as pesquisas mostram o contrário.
Os alimentos altamente calóricos e com alto teor de gordura, principalmente os ricos em glicose (como chocolate), favorecem o surgimento das lesōes.
Quando o organismo se depara com picos de açúcar, ele rapidamente coloca a insulina (hormônio que controla a taxa de glicose) em ação para controlar as alterações, e quando há desregulação hormonal, aparece a acne.
Mas não é o alimento, isoladamente, que dá espinha. Para ela aparecer é necessário haver uma relação entre o organismo e a comida. Se existe tendência acneica, provavelmente a pele será afetada por esse fator externo.
Quem frequenta academia conhece bem o produto: chama-se whey protein e nada mais é do que proteína obtida do soro de leite. 
O Departamento de Dermatologia do Roosevelt Hospital Center de Nova York fez uma pesquisa com rapazes com idade entre 14 a 18 anos que tomaram whey protein para ganhar massa muscular ou peso. Durante o uso tiveram acne que não cedeu com a aplicação de antibióticos. Mas que cedeu completamente quando pararam de tomar o suplemento.
Novas pesquisas ainda são necessárias, mas fica o alerta para os consumidores desse suplemento alimentar.

No entanto, tudo isso só vai acontecer nas pessoas que tem uma predisposição genética para a doença. 

Portanto, se você percebe que sua pele fica pior depois de consumir determinados tipos de alimentos ou suplementos é melhor evitar e procurar um dermatologista, pois os tratamentos variam de acordo com a gravidade da acne.

E uma alimentação saudável beneficia sim a aparência e a saúde da sua pele.
Até semana que vem.
Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)
-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual. 

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais. 

Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

Dorme e acorda cansado? Por Dr Cyro Hirano

Mesmo após horas de sono você precisa de mais que um despertador para levantar da cama?

E ainda o cansaço não passa, mesmo após horas de sono a mais?

“Não tenho animo para fazer nada, já acordo cansado.”

Seu pico de produção física e mental é a noite ou de madrugada?

O problema pode não estar necessariamente no sono mas sim no estresse crônico.

Quando o estresse é intenso e prolongado ele sobrecarrega diversos órgãos e sistemas do corpo, como o imunológico, o nervoso, o cardíaco, e as glândulas suprarenais.

Podemos então estar diante de um quadro de fadiga adrenal!

Essas glândulas são responsáveis por sintetizar hormônios importantes no processo metabólico, e seu comprometimento não só diminui os níveis de energia, mas também prejudica a imunidade (infecções frequentes), perda da capacidade de concentração, queda do libido, piora dos sintomas da TPM, tonteira, confusão mental e tremor quando colocado sob estresse, irritabilidade e ganho de peso .
É um problema que atinge diferentes idades pois o estresse vem na maioria das vezes do trabalho, mas também da escola ou do ambiente familiar.

Muitas vezes pode ser confundida com depressão, fibromialgia, síndrome do pânico, labirintite, overtrainning, anemia, entre outras, o que a torna uma doença muito frequente no mundo moderno, porém de pouca investigação e de difícil diagnóstico.
Quanto ao padrão alimentar pode apresentar: grande dependência por cafeína, compulsão por alimentos gordurosos, e salgados.


Atenção pois esse diagnóstico deve ser realizado por um médico após correlação clínica e laboratorial e exclusão de outras patologias.

Ela deve ser tratada, e a alimentação tem um papel fundamental para controlar os sintomas pois alguns alimentos pioram esse processo e outros ajudam a minimizar.

E quanto ao estresse existem diversas maneiras de aliviar, com uma atividade física como pilates, meditação, yoga, terapia…mas esse tema merece um outro post!
Saúde!

Até semana que vem.

Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)
-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual.

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais.

– Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

O Sedentarismo e a vida moderna – por Dr Cyro Hirano

O sedentarismo já é considerado uma doença da vida moderna. Na verdade trata-se de um comportamento induzido por hábitos decorrentes do conforto dela. Com a evolução da tecnologia e a tendência cada vez maior de substituição das atividades ocupacionais que demandam gasto energético, o ser humano adota cada vez mais a lei do menor esforço reduzindo assim o consumo energético de seu corpo.
Pode ser definido como a falta ou grande diminuição da atividade física.

Na realidade, o conceito não é associado somente à falta de uma atividade esportiva.
Do ponto de vista da Medicina Moderna, o sedentário é o indivíduo que gasta poucas calorias por semana.

Foto: internet.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), o sedentarismo atinge cerca de 60% da população mundial; sendo que o tabagismo, 22%; a hipertensão, 28%; e a diabetes 9%. Esses números colocam o estilo de vida sedentário como o maior de todos os fatores de risco do planeta e o torna o inimigo número 1 da qualidade de vida.

Antes de matar, no entanto, o sedentarismo traz problemas de saúde, como diabetes, colesterol alto, obesidade, infarto, derrame cerebral,entre outros.

É considerado o principal fator de risco para a morte súbita.

A solução para o problema: a prática regular de atividade física.

Dica contra o sedentarismo: andar de bicicleta no final de semana ou até mesmo ir para o trabalho se exercitando ao invés de passar horas dentro do carro no transito.Foto: internet.

Uma pessoa que faça exercícios regularmente dos 30 aos 60 anos terá, em média, três anos de vida a mais do que uma pessoa sedentária.

Mas, principalmente, essa pessoa vai ganhar qualidade de vida em todos os anos da sua existência, tomando menos remédios, fazendo menos exames, ficando menos doente e gerando menos gastos para o Sistema de Saúde.

Mas é preciso encontrar satisfação na atividade física. Esse é o diferencial.

O exercício não precisa e não deve ser exaustivo se o propósito for a saúde.

Fazer trilhas é uma boa opção para quem não gosta de se exercitar em lugares fechados. Foto: internet.

O sedentarismo faz o corpo ficar mais resistente à insulina, o que, a longo prazo, pode resultar em um quadro de diabetes.

Por outro lado, a pessoa que pratica atividades físicas regularmente produz mais receptores de insulina, o que facilita a captação de glicose e diminui o risco de diabetes.

O sedentarismo é um dos responsáveis pelo acúmulo do colesterol ruim (LDL) na parede das artérias, aumentando a pressão arterial e podendo levar a um infarto e também é responsável pela diminuição do depósito de cálcio nos ossos e, posteriormente, a osteoporose, que aumenta o risco de fraturas.

Aumentar o gasto calórico semanal pode se tornar possível também com atitudes simples, como subir escadas ao invés de pegar o elevador ou escada rolante, ir passear com o cachorro, dispensar o controle remoto, estacionar o automóvel num local mais distante, são algumas alternativas.

Foto:internet

E se você é sedentário, consulte um profissional de saúde e veja qual atividade é mais apropriada para você, (uma dica é o pilates, ótima opção por ser uma atividade para todas as idades) pois praticar exercícios físicos inadequados para seu corpo e idade, podem acarretar sérios problemas ao invés de trazer benefícios.

Aula de Pilates. Foto: internet

 

Pilates é para todos. Foto: internet

Saúde e vamos no exercitar!

Até semana que vem.

Dr. Cyro Hirano

(Instagram: @cyrohirano, @cdclinicadermatologica)
-Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual.

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos de outros profissionais.

Lembrando que estamos aqui para informar e que um post não substitui uma consulta médica.

Tratamento corporal com máquinas, funciona? – Por Dr. Cyro Hirano

Nos últimos anos várias tecnologias tem sido desenvolvidas para o tratamento da flacidez, celulite e melhora do contorno corporal.

Aqui neste post de hoje vamos nos deter em falar do que funciona para flacidez, e no futuro falaremos dos outros temas que tanto nos interessa!
Por que a sua pele fica flácida?

Por volta de seus 20, 30 ou 40 anos, você vai começar a notar mudanças na textura da sua pele.

Uma das causas é a queda dos níveis de colágeno, o que acontece com o passar do tempo, e em parte devido ao nosso envelhecimento natural.
A Radiofreqüência (RF), é uma das tecnologias não-invasivas mais utilizadas, e funciona assim de forma resumida: como uma forma de energia eletromagnética quando aplicada a pele, aquece a derme, e um novo crescimento de colágeno é estimulada (pela atividade dos fibroblastos, as células que produzem o desejado colágeno).
Esses equipamentos são bons para firmar a pele flácida e podem até mesmo reduzir pequenas áreas indesejadas de gordura.

Pacientes mais jovens tendem a responder melhor pelo fato do colágeno jovem ser mais sucetível ao aquecimento e existe ainda uma resposta individual a ação da tecnologia, o que explica pacientes da mesma idade, utilizando os mesmos protocolos porém terem resultados diferentes.

E nem toda Radiofrequência (RF) é igual! Existem vários tipos no mercado.

Por isso observamos que os resultados podem variar não só pela resposta individual, mas também pelos protocolos utilizados, a técnica, e experiência do operador.

Em média, os resultados desses tratamentos não são permanentes e sessões de manutenção precisam ser feitas para sustentar a melhora clínica.
Conclusão: o tratamento com máquinas para flacidez corporal funciona SIM, quando bem indicados, e os resultado são ainda melhores quando associados a hábitos saudáveis como atividade física e acompanhamento nutricional

O exercício regular como Pilates vai ajudar, uma vez que ele cria um terreno fértil para colágeno de alta qualidade, e a dieta rica em nutrientes desempenha um papel muito importante também.E não adianta se encher de colágeno em pó! E esse é um assunto enorme e já vale um outro post!
Gostaram? Comentem!

Muita saúde e bem estar para vocês!

Até semana que vem!

Dr Cyro Hirano
Não possui nenhum conflito de interesse com a indústria farmacêutica ou de equipamentos.

– As fotos deste post possuem somente caráter ilustrativo.

– Os resultados de qualquer tratamento podem variar de acordo com a resposta individual.

– As opiniões aqui contidas podem divergir das de outros profissionais da área, e essas informações não podem ser usadas legalmente contra terceiros, como evidência de falhas ou enganos.