Feijão Tropeiro VIVO – Por Renata Faria

Quem disse que na alimentação viva não tem feijão? Tem sim! Mas não são todos os tipos de feijão que podem ser germinados e comidos crus, apenas o feijão moyashi e o azuki. Hoje vamos germinar o Feijão Azuki e fazer uma deliciosa receita de Feijão Tropeiro que aprendi no curso do Terrapia na Fiocruz.

 

Feijão Azuki germinado. Foto: arquivo pessoal.
 
Um pouco de história:

Desde o período colonial, o transporte das mais diversas mercadorias era feito por tropas a cavalo ou em lombos de burros. Os homens que guiavam esses animais eram chamados de tropeiros. Até a metade do século XX, eles cortavam ainda parte do estado de Minas Gerais, conduzindo gado. O feijão misturado a farinha de mandioca, torresmo, linguiça, ovos, alho, cebola e temperos, tornou-se um prato básico do cardápio desses homens, daí a origem do feijão tropeiro. (Fonte: Wikipédia)

Agora vamos a versão viva deste prato brasileiríssimo que leva feijão, farinha, couve, tomate e temperos. Mais saudável, muito nutritivo, e ainda nos remete ao sabor inconfundível do prato tradicional! 🙂

A receita:

  • Ingredientes para duas pessoas:

– 1/2 xícara de feijão azuki

– 3/4 xic. de farinha de mandioca natural

– 2 tomates

– 1 cebola

– 1 pedaço de pimentão de sua preferência

– 1 dente de alho

– 1 limão

– 1 folha de couve

– sal rosa

– azeite de oliva extra virgem

  • Pré preparo :

Germinar o feijão:

– 36h antes de fazer a receita coloque os grãos em um vidro e tampe com um filo e elástico.

– lave bem em água corrente e deixe de molho em água filtrada de 8 a 12h. Lembre-se que ele irá crescer e absorver bastante água, então as sementes não devem ultrapassar a metade do pote e a água deve preencher o pote inteiro.

Feijão azuki germinando. Foto: arquivo pessoal.

– jogue a água fora, lave bem novamente, passe água filtrada na ultima lavada e deixe escorrendo no escorredor de pratos por 8 a12h.

– repita o processo anterior e pronto, estará germinando , tudo com narizinho pra fora.

– espalhe os feijões em um prato e cate os que não germinaram, os grãos que ainda estão pequenos e duros. Muita atenção nessa hora, pois um grão de feijão não germinado pode quebrar um dente!

Agora faça sua própria farinha de mandioca: (pode comprar pronta também se quiser)

– descasque mais ou menos 200g mandiocas, tire a linha que tem no meio, corte em pedaços pequenos e bata no liqüidificador com 1 copo de água filtrada.

– coe no coador de pano, retirando bem água , espalhe essa farinha em um tabuleiro e leve ao forno na mais baixa temperatura aberto a 45 graus. Deixe desidratar por 6 a 8 horas mexendo de vez enquando. E pronto, terá uma farinha de mandioca natural perfeita. 🙂 Guarde em um pote de vidro.

  • Vamos ao Tropeiro! 
  1. Corte a couve em tirinhas bem fininhas.
  2. Em um recipiente exprema 1/2 limão, coloque uma pitada de sal , azeite e um dente de alho bem picadinho.
  3. Coloque a couve nesse recipiente e com as mãos vá mexendo e apertando bem delicadamente a couve para que assim ela vá pegando bem o tempero. Reserve.
  4. Pique o tomate, a cebola e o pimentão em cubinhos , coloque tudo em um recipiente e tempere com limão, azeite e sal a gosto.Tipo um molho vinagrete.
  5. Acrescente os feijões germinados e a farinha e pronto, terá um delicioso feijão tropeiro acrescente a couve marinada e delicie-se!
Feijão Tropeiro VIVO. Foto: arquivo pessoal.

Fica muuuuito bom. Eu adoro! 🙂

Até semana que vem!

Renata

IG: @renatafariaf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s