Alongar ou não alongar, eis a questão! – por Erika Fernandes  

Essa é uma pergunta que muitos fazem: Eu devo ou não praticar alongamento/flexibilidade durante o período de treino?

Em cima de pesquisas de hoje, o ser humano vem adotando um estilo de vida mais ativo através da prática regular de atividades físicas, sendo associadas a uma maior qualidade de vida da população.

Sabemos que a sensação de bem-estar pessoal relaciona-se diretamente com a qualidade de vida orientada para a saúde e com a autonomia para a vida. Há um consenso atualmente de que uma boa condição física depende não somente de níveis de potência máxima aeróbica satisfatória, mas também de padrões apropriados de potência muscular, de flexibilidade e de estabilidade postural (Buchner, 1997;Mazzeo et al., 1998; Pollock et al., 1998). Estas variáveis em níveis apropriados parecem ser importantes para o bem-estar e para a autonomia do indivíduo.

Para a prática do ganho de flexibilidade, deve-se ter alguns cuidados, como por exemplo colocar esta em dias ou em turnos diferentes do seu treino normal, para que não haja risco de lesão.

– Benefícios com o ganho da flexibilidade:

  • Redução das tensões musculares;
  • Benefícios para a coordenação;
  • Maior grau de mobilidade;
  • Desenvolvimento da consciência corporal;
  • Libera movimentos bloqueados por tensões emocionais;
  • Ativa a circulação;
  • Melhora a capacidade mecânica dos músculos e articulações


– Devo alongar antes do meu treino?

Procure sempre realizar movimentos que estimule o ganho de amplitude de movimento. Simplificando, o seu aquecimento deve ser sempre em busca do aumento de amplitude articular e sem exagero, através de uma mobilidade e não forçando as articulações. Você poderá realizar trabalhos de alongamentos de capsula articular, uma liberação miofacial suave, através de trabalhos conjugados, por exemplo usando uma banda elástica que faça uma tensão ao posicionar o membro em postura de alongamento.


– O que devo fazer depois do treino?

O alongamento pós-treino deve também ser com intensidade suave a moderada dependendo do estímulo que fora praticado e pode-se realizar uma liberação miofacial também.

Em suma devemos colocar na planilha de treino dias diferentes do trivial a prática de flexibilidade, com isso você terá uma resposta saudável dos seus músculos.

Procure um profissional capacitado para encontrar a melhor solução de treino para você. Movimente-se! Alongue!

Até semana que vem!

Erika

IG: @erikitz

Um comentário em “Alongar ou não alongar, eis a questão! – por Erika Fernandes  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s