Os Verdadeiros Fundamentos do Método Pilates – por Myra Hirano

Hoje estou super feliz pois esse é o post nº100 do Blog Myra Pilates e o meu 20º texto sobre o Método Pilates. Por aqui eu já escrevi sobre a teoria, fiz análise de alguns exercícios, mostrei um pouco do que eu penso, da minha experiência, já entrevistei experts no assunto e sempre com a abordagem da linha Clássica de Pilates. Tudo isso com o intuito de levar informação fidedigna para quem se interessar e um incentivo ao estudo e a análise para os pilateiros de plantão.

Inspirada na matéria “Os primeiros 5” do super querido e incrível profissional Benjamin Degenhardt para a revista Pilatesstyle desse mês, e tirando um dos temas que eu tinha guardado na gaveta, resolvi falar hoje sobre os Fundamentos do Método Pilates. 🙂

Joseph Pilates escreveu dois livros:

  • Your Health (Sua saúde)- 1934.
  • Return To Life Through Contrology (Retorno à vida através da Contrologia) – 1945.
A obra completa de Joseph Pilates contendo os seus dois livros. Existe também a versão na língua portuguesa da editora Phorte. Foto: amazon.com

Em ambos os livros ele aborda acima de tudo a importância de hábitos saudáveis para a saúde e qualidade de vida, a importância principalmente da prática de exercícios físicos. O único livro que contém exercícios é o Return to Life, com fotos do próprio Joe realizando muito bem a sua criação por volta dos 60 anos de idade, passo-a-passo de cada movimento descrito e registrado, com detalhes e dicas do próprio criador. É muito curioso pensar que alguns cursos que vendem a Formação Completa do Método Pilates sequer indicam as únicas obras do inventor dessa técnica que dizem ensinar pessoas para se tornarem professores dela. Duvidoso!

A Fundação do Método Pilates está aí, na sua obra deixada pelo próprio criador, Joseph Pilates. É verdade que se não fossem os elders, os anciões primeiros particantes/professores que treinaram com Joseph não tivessem difundido o Método e aberto seus Studios e programas de formação, poderíamos talvez nem conhecer a técnica do Joe. Devemos isso a eles! Porém, cada elder aplicou a sua forma de interpretar o Método, todos organizaram de forma mais didática e muitos acrescentaram suas outras heranças de movimento, juntamente com a sua experiência individual com Joe Pilates, já que as aulas eram em sua maioria individuais e com foco nas particularidades de cada pessoa, fazendo inclusive adaptações caso fosse necessário.

Sabe-se que os ditos 6 Princípios do Método Pilates conhecidos atualmente não foram denominados por Joseph, e sim interpretados pelos elders e seus discípulos. Por isso há diferença de uma escola para outra, umas dizem que são 5, outras citam 8 princípios, algumas dividem ou adicionam. Enfim, o que é unânime são os famosos 6:

  1. Centro
  2. Concentração
  3. Controle
  4. Precisão
  5. Respiração
  6. Fluidez

Todos acreditam que esses princípios é que fazem do Método Pilates (Contrology) uma técnica única, diferente de qualquer outra atividade física. Sim, acredito que esses princípios são de extrema importância para conseguir realizar movimentos eficientes. Mas essa abordagem me parece um pouco ampla demais no sentido inverso, pois vejo muitas pessoas achando proporcional dizer que qualquer movimento, exercício, atividade, ou esporte que você realiza, se estiver “respeitando” estes princípios então é Pilates. Isso é um grande equívoco! Primeiramente por reduzir a técnica a palavras de conceitos abrangentes, com a riqueza que o Método tem de exercícios e máquinas diferenciadas, segundo que o próprio Joseph não denominou tais princípios, e por fim acabam fazendo um efeito contrário, gerando uma desvalorização da técnica de Pilates e das demais técnicas de movimento existentes, fazendo uma comparação e distorção sem sentido. Cuidado! O que tende a ser “tudo” acaba não sendo “nada” no final.

Existem muitas formas de realizarmos movimentos de qualidade, esses princípios nos ajudam muito a chegar lá. Assim como os comandos que também são super importantes, a terminologia única da técnica, as correções posturais ideais para cada corpo, os exercícios preparatórios, etc. Mas tudo isso não faz sentido algum se não for aplicado nos exercícios originais deste Método, que antes foi denominado Contrology, e nos indica o grande sentido: a arte de controlar o corpo através da Contrologia!

Pensando em tudo isso eu cheguei a uma conclusão, os Fundamentos/Princípios do Método Pilates devem ser os seus próprios exercícios! Principalmente os do repertório do Mat Pilates. Faz sentido para vocês também? Acredito que os primeiros exercícios da sequência são a grande fundação do Método, são os movimentos primordiais para que possamos praticar todos os demais e evoluirmos na técnica, afim de colhermos todos os benefícios propostos e conseguirmos evoluir.

É verdade que o Mat é o princípio, agora observe como os seus 8 primeiros exercícios são o começo de tudo! Claro que muitos praticantes não conseguirão fazê-los de primeira, por isso podemos adaptá-los e fazer com que o praticante evolua a partir daqui. E esse crescimento acontece mais rápido do imaginamos, pode acreditar. Pilates é um sistema profundo que requer muita disciplina com uma orientação adequada.

Dos 8 primeiros exercícios, apenas um não ensinamos para o praticante iniciante, é o “The Rollover with Legs Spread“, mas conhecido como Rollover. Mas não demora muito para que isso aconteça, e são exatamente os demais 7 que nos ajudarão a chegar a ele e aos demais sequencialmente. Segue os 8:

  • The Hundred (já fiz post detalhado sobre este aqui)
  • The Roll Up
  • The Rollover With Legs Spread
  • The One Leg Circle
  • Rolling Back
  • The One Leg Stretch
  • The Double Leg Stretch
  • The Spine Stretch

Essa é a base do sistema! Somente após dominarmos a base é que conseguiremos evoluir com segurança e qualidade. Para isso, temos também as fabulosas máquinas criadas por Joe Pilates que também nos ajudam a melhorar a nossa performance no solo e nada mais além de treino, é preciso praticar para desenvolver cada vez mais essas habilidades e colher os frutos no futuro. O importante é levar à sério a Contrologia e só avançar quando estivermos seguros.

Assistam a Fundação do Método Pilates ensinada pela expert Dorothee Vandewalle, uma das mais consagradas Instrutoras de Pilates Autêntico do mundo, filmada para o Pilatesology no seu Studio e Centro de Treinamento Metropolitain Pilates em Seattle, WA, EUA.

Um bom retorno à vida a todos!
Myra

IG: @myrapilates

Principais fontes consultadas:

A Obra Completa de Joseph Pilates. Pilates, J, Miller, W, J. 2010

Pilates Anatomy. Isacowitz, R, Clippinger, K. 2011

Pilates Union

Pilates About

Pilatesstyle

Pilatesology

10 comentários em “Os Verdadeiros Fundamentos do Método Pilates – por Myra Hirano

  1. Excelente leitura que nos remete a raiz e na essência da fundação desse método que hj é pulverizado de uma forma completamente contrária ao que seu precursor desenvolveu: o Comércio! Vende-se pilates de qualquer jeito.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Myra, tudo bom?
    Quando você diz que os fundamentos/princípios do Pilates são os próprios exercícios. A quais exercícios você se refere(além do mat)? Exercícios listados pela PMA? Por Carola? Romana? Lolita? outros elders? Isso é tudo muito confuso para mim, porque sabemos que o próprio Joseph listou apenas os exercícios de mat.

    Curtir

    1. Oi Diane, tudo bem e você? Que bom vê-la aqui comentando no Blog. Seja sempre bem-vinda. Você leu o texto? Os exercícios estão citados neste texto, pertencem ao repertório do Mat criado por Joseph Pilates descrito em sua obra Return to Life. Os princípios que conhecemos atualmente: respiração, concentração, fluidez…. , foram descritos por Philip Friedman e Gail Eisen autores do livro The Pilates Method of Physical and Mental Conditioning. A minha visão sobre a fundação da Contrologia é justamente seus exercícios do Mat que estão no livro. Bem, já especifiquei no texto. 😉 E Joseph não apenas “listou” os exercícios do Mat, existe um acervo de 5 horas de videos dele realizando seus exercícios de solo e aparelhos, e inúmeras fotos, a maioria está sob a guarda de Sean Gallagher ou você encontra pela internet mesmo. Não me refiro a nenhuma criação de outro elder. Eu mesma tenho uma coletânea de uma hora de videos dele, ela não criou só o Mat. ele criou todas essas máquinas/acessórios e exercícios para elas: Reformer, wunda chair, arm chair, eletric chair, cadillac, guilhotine, barrel, small barrel, spine corrector, pedi pole, foot corrector, magic circle, toe corrector, neck stretcher, bean bag, breath a cizor. Uma pena muitas pessoas não entenderem o Método e não ter aprendido a usá-lo por inteiro e certas máquinas terem ficado esquecidas por muitas escolas… Enfim, é bem complexo mesmo, trabalho com Pilates há 10 anos e continuo descobrindo a Contrologia, cada vez me encanto mais com a criação pura de Joseph Pilates!!! Um beijo grande pra você! 😘

      Curtir

  3. Eu li sim, MyrA, é que não me atentei que você estava se referindo ao exercícios de mat. Trabalho com Pilates metade do tempo que você e realmente é tudo muito confuso com tantas escolas e metodologias diferentes. Tenho lido todas as tuas publicações e me esclareceu boa parte das dúvidas. Minha formação foi bem ruim, voltada para tratamento e não Pilates propriamente dito. Mas ainda bem que sou muito curiosa e tenho aprendido muito cursos, workshops e congressos. Muito obrigada. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s