Pré-pilates: como aplicar e principalmente, como dosar? – Por Myra Hirano

Pré-pilates como o nome já sugere, significa a parte que antecede o Pilates propriamente dito. É o começo ou podemos dizer que é uma preparação que já funciona como um aquecimento da aula de Pilates. Além disso, gosto do fato de alguns clientes precisarem despertar o corpo antes de começar a aula, muitos precisam levar a atenção que está perdida para si próprio, para o próprio corpo. Mas também precisamos saber dosar o quanto desses exercícios precisamos realmente dar.

Joseph Pilates não descreveu esse termo, mas podemos observar nos poucos arquivos que temos dele, que em algumas de suas aulas em grupo no famoso Jacob’s Pillow ele dava alguns exercícios/movimentos como o simples e tradicional polichinelo, provavelmente para aquecer o corpo antes de começar. Video:

O fato é que não existe um repertório específico de exercícios Pré-pilates dentro do sistema da Contrologia e com isso existe uma grande diversidade de movimentos que podemos utilizar com o objetivo de preparação para a aula. Essa tarefa parece mas não é fácil. Precisamos para isso entender se há mesmo a necessidade de criarmos um repertório novo e extenso para tal. E também compreender se todos os clientes precisarão do Pré-pilates.

Sabe-se que devido a complexidade e profundidade que é a Técnica de Pilates, alguns anciãos criaram suas pequenas séries e exercícios especiais de Pré-pilates como uma ferramenta para auxiliar o aluno iniciante a começar a entender e a alcançar a Contrologia.

Romana Kryzanowska utilizou muitos exercícios na posição sentada e também na parede (clique aqui). Criou também uma série como dever de casa chamada Tv exercises para que as pessoas pudessem fazer a qualquer momemento, principalmente se você tiver uma Wunda Chair, aparelho criado por Joseph para termos em casa.

Kathy Grant criou exercícios para tal e os denominou “Before the Hundred” (Antes do Hundred). Hoje sua discípula, a incrível Cara Reeser tem um Workshop que aborda justamente este tema e nos presenteia com os ensinamentos de Kathy. Vídeo abaixo, disponível no Pilates Anytime.

Eve Gentry também criou muitos exercícios preparatórios, muitos ligados a respiração e movimentos integrados.

Mas vejam bem, eu penso que já aquecemos nos exercícios da fundação (veja um texto sobre eles aqui) que são os do início da sequência do Mat Pilates. O primeiro de todos é o Hundred, esse exercício denominado pelo criador em sua obra Return to life como exercício introdutório, deve ser o primeiro sempre, justamente pelo fato de aquecer o corpo através da respiração em conjunto com o movimento de bombear dos braços. O que eu percebo muito claro é o fato desses exercícios da fundação já serem uma preparação e um aquecimento do corpo para conseguir realizar a aula completa e evoluir com a prática. Obviamente, um aluno iniciante no Pilates não conseguirá realizar esses exerícios em sua forma original, mas existem inúmeras adaptações facilitadoras para que possamos construir esses movimentos com qualquer indivíduo, basta conhecer a essência de cada exercício.

O que eu quero dizer com esse meu entendimento é que para um aluno iniciante, talvez o Pré-pilates seja indispensável, mas para um aluno que já domina o repertório básico-intermediário, a meu ver não sei se ele sempre precisará começar com mobilizações, por exemplo. O Hundred para ele já é um aquecimento suficiente e os demais exercícios da fundação também.

Então eu caracterizo o Pré-pilates como uma ferramenta para me auxiliar caso eu precise dela. Eu tenho utilizado o Pré-pilates com clientes que precisam ainda entender os conceitos, a postura do Pilates, pois o Pré-pilates também nos ajuda muito com a conscienscia corporal ou ainda para alguem que tenha alguma limitação por uma patologia da coluna. Eu listaria assim:

  • Iniciantes no Método Pilates
  • Patologias limitantes
  • Idosos (osteoporose)
  • Gestantes

Quando eu planejo minhas aulas eu penso em alguns fatores que precisam estar presentes no Pré-pilates:

  • Respiração
  • Mobilização
  • Acionamento muscular
  • Alinhamento postural
  • Posições fundamentais
  • Conceitos: Powerhouse, Scoop, Linha média, Caixa, Curva C.
  • Exercícios específicos para o assoalho pélvico
  • Movimentos do Pés

Eu não preciso mais que 10 minutos para o Pré-pilates e já me policiei muito em não ficar só nas mobilizações e preparações por muito tempo, até porque minha formação inicial foi a Fisioterapia, mas temos que compreender muito bem o Método que estamos trabalhando e o cliente que está na nossa frente, e não fazer com que a limitação dele seja nós profissionais. Devemos dosar bem o quanto desse aquecimento é necessário para conseguirmos evoluir o nosso cliente na técnica.

Segue alguns exercícios interessantes para nos inspirar:

E vocês, o que acham? Isso tudo faz sentido para vocês também? Compartilhe sua experiência nos comentários!
Praticante ou professor, sejam sempre bem-vindos!

Até terça que vem com mais Pilates!

Um bom retorno à vida a todos!

Myra
Fontes consultadas:

pilatesforlife.com

pilatesandrea.com

pilatesology.com

pilates.about.com 

Your Health. Pilates,J

Return to Life. Pilates, J

A parede, os pesos e exercícios pré Pilates. Perez J, Hakabooks

Methods of group exercises instruction. Kennedy C, human Kinetics

Um comentário em “Pré-pilates: como aplicar e principalmente, como dosar? – Por Myra Hirano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s